Saúde tira férias? Você é da filosofia do tudão?

 

Eu me pergunto, com certa frequência, por que muitas pessoas ainda não pararam para pensar no que estão fazendo com suas vidas e saúde.

Sabe aquele pensamento: “paguei então vou comer tudo que puder (e não puder)”? Já viu isso em rodízio de pizza ou no refrigerante liberado de algumas franquias de hambúrgueres? É realmente impressionante este comportamento e você já deve ter visto ou até mesmo se sentido neste padrão alimentar tão destrutivo. Acontece que a sua saúde vai pagar o preço, cedo ou tarde este dia vai chegar e a “conta” será bem alta.

Estou viajando de férias com meu namorado e não tenho como não escrever sobre isso. Estamos num cruzeiro nacional com a proposta de ser um cruzeiro fitness e de bem estar. Certo, muitas atividades acontecem por aqui: aulas diversas de pilates, yoga, crossfit, spinning. No navio tem uma academia ótima, com equipamentos muito bons. Até aí tudo certo, porém, o que engloba as refeições é um tanto quanto assustador e sai totalmente da proposta “fitness”. Para você entender o título deste texto, vou tentar explicar da melhor maneira.

Diversas opções de alimentos estão por toda parte, o que pode parecer muito bom para muitas pessoas. O buffet é livre e você pode se servir quantas vezes quiser, sempre que quiser. A qualidade das refeições deixa muito a desejar do ponto de vista saúde e nutrição, se você não souber escolher bem seus alimentos, como em qualquer lugar que possa frequentar no seu dia a dia. Sempre haverá um mundo de possibilidades boas e terríveis para sua saúde.

O que me chama muita atenção aqui dentro é esta “filosofia do tudão”, pessoas com total descontrole, comendo tudo que vem pela frente, enchendo seus pratos como se precisassem fazer estoques de comida em caso de naufrágio. Até é uma possibilidade, mas sabemos que racionalmente não é por isso que este exagero acontece. Aí vem bolos, pães, tortas, hambúrgueres, rosquinhas, biscoitos… uma infinidade de guloseimas absurdas, todas juntas em uma única refeição. Uma verdadeira loucura! Sem falar das bebidas liberadas para aqueles que escolheram o tal pacote “all inclusive” de bebidas.

Meu ponto de vista aqui é chamar a atenção e alertar para quem puder ler. Será que vale a pena você cometer tanto exagero assim porque está em férias ou porque pagou por refeições inclusas na sua viagem? Será que você não pode comer um ou outro alimento mais calórico para saborear com calma e comer com equilíbrio na maior parte do tempo? Além da péssima escolha, comer devorando parece mesmo um desespero. Existem opções como saladas, frutas, carnes magras, estão aí para quem quiser, mas adivinhe, os bolos e afins são os mais consumidos. Observando os pratos vejo pouca variedade de cores e um montão de carboidratos de altíssima carga glicêmica. É realmente triste ver que tantos consideram isto felicidade: “Oba! Vamos comer! Já paguei por tudo isso então vou comer simplesmente tudo que este local oferece”. Este é o pensamento. Esta é a filosofia do tudão.

Não posso deixar de falar também daqueles que já tem sim mais consciência. Vejo na cara, no corpo e no prato. Escolhas mais saudáveis, pratos mais coloridos, sem exageros e corpos que representam esta escolha. Não adianta enganar, seu corpo vai refletir aquilo que você escolhe. Não tem outro jeito.

Pare para pensar! Como que o seu corpo vai dar conta de todos estes alimentos calóricos e sem qualidade nutricional? Qual é a real vantagem que você tem em querer “aproveitar” esta comilança toda? Como estará a sua energia depois de se intoxicar desta forma?

Bom, esta é a realidade não só dentro de um navio. É a realidade que acontece em qualquer lugar. A questão é a cultura, a educação nutricional que faria toda a diferença se começasse desde cedo. É até crueldade o que o sistema faz com as pessoas que não tem a menor noção do quanto isso tudo vai prejudicar a saúde, o bem estar e a qualidade de vida. Vamos divulgar saúde e boas escolhas, você pode fazer parte desta filosofia, a que preza pela qualidade de vida!

 

Comments are closed.