Minha história na cozinha


Você talvez acompanhe meus posts, ou de outras nutris e pense: “Pra ela é fácil, mas…e quem não sabe cozinhar?” Bom, lá vai um pouquinho da minha história na cozinha. Acredite ou não, eu mal sabia fazer um bolo, ou fritar um ovo como costumam dizer. Até que, em determinado momento da minha vida, decidi que cozinhar seria fundamental para minha vida profissional. Sim, foi mais por este motivo que resolvi encarar a cozinha. Eu pensava: como posso dizer para meus clientes que é fácil fazer seu bolinho saudável de lanche se eu mesma não souber explicar a receita? Foi aí que a cozinha virou meu laboratório. E isso não faz tanto tempo assim. Comecei testando algumas receitas que ouvia falar e também inventar receitas com ingredientes que eu gostava. Pensava: ‘misturando coisa boa com coisa boa não tem como dar errado’. Na verdade tem, e até hoje as vezes isto acontece. Nem sempre a textura sai como eu imaginei, nem sempre o que era gostoso sozinho ficava gostoso acompanhando de outro ingrediente. A cozinha segue sendo um laboratório para mim. ⠀

O mais legal foi descobrir que eu podia sim produzir alimentos saudáveis e gostosos. Este encanto pela cozinha foi aumentando, quanto mais as receitas davam certo, mais eu me motivava. E quanto mais me motivava, mais realizada eu ficava, afinal, como nutri, precisava sim desta ferramenta de trabalho. O alimento é a minha principal ferramenta e eu precisava entender um pouco mais de como isso funcionava e então passar para meus clientes. Se eu fui capaz, tenho certeza que você também pode ser. Ok, pode ser que você não ame a cozinha como eu, mas porque não tentar? Hoje sou apaixonada! Preparar meu alimento, criar um novo bolo, testar ingredientes novos virou a minha terapia. É um momento onde estou eu e meu fogão e ali me conecto, sinto a minha presença e com todo o meu amor pela vida produzo algo incrível. As vezes algo incrivelmente estranho, mesmo assim, aquele momento me faz bem e sempre aprendo com os meus erros. Cozinhar pode ser uma forma de expressar a criatividade, e sempre lembro que o amor que coloco ali será depois “ingerido” pelos que consumirem minha comidinha. ⠀⠀ ⠀

Bjo da Nutri!


Comments are closed.