Escolha estar feliz, com aquilo que te faz feliz

 

Você pode criticar, admirar, se inspirar ou ignorar, mas se quiser ler, pode ser que se identifique. Já tive muita vergonha do meu corpo, já usei shortinho para tomar banho de mar, já enrolei a canga na cintura para caminhar na beira da praia, já me senti feia e desajeitada dentro da academia cheia de gente top.

Já fui magra seca sem bunda e sem peitos na pré-adolescência, tinha o cabelo curtinho e até parecia um menino, já fui gordinha quando adolescente, época do patinho feio, nada ficava bom e a minha alimentação não era das melhores. Depois de uns anos, na faculdade, a história começou a melhorar. A alimentação foi tomando outra forma e meu corpo também.

Já fiz a dieta da sopa, da lua, do alface. Já excluí trigo, leite, açúcares e industrializados por um tempo, passei por diversas dietas ou processos inimagináveis. Já fiz um retiro com objetivos espirituais onde fiquei 21 dias sem comer e apenas ingeria líquidos; e há pouco tempo eu estava vegetariana, fui por 4 anos. Ainda me testando neste aspecto. Adoro doces, principalmente chocolate, adoro carboidratos gordos como uma pizza, adoro tomar um espumante ou uma cerveja, sou ser humaninha e tenho milhões de desejos.

O que me guia então é uma única coisa: EQUILÍBRIO. Acredito que a busca pela saúde ou pela beleza pode começar por dentro ou por fora, tanto faz por onde você comece, se é pela academia ou pela alimentação. O importante é que comece, pois uma refletirá na outra e se inicia um novo ciclo diferente daqueles antigos hábitos que tanto falamos em mudar.

Hoje eu tenho amor pelo que me tornei. Gosto do meu estilo de vida, das escolhas que faço e do meu corpo. Não estou pronta, e nunca estarei, a transformação está sempre presente, escuto meu corpo com amor e procuro atendê-lo. Tenho celulite, tenho estrias, como chocolate e tenho vários outros deslizes, o que muda tudo isso é que sou teimosa e não deixo nada me comandar. Eu tenho o poder da escolha. Mesmo com preguiça, vou treinar, mesmo com vontade de sair pra comer, preparo meus alimentos, mesmo com vontade de doces…ah o doce eu como (brincadeira).

Fácil? Não é com certeza. Rápido? Não é também. É um processo lento e que exige muito foco, porém vale a pena porque a única coisa que importa é ESTAR FELIZ com aquilo que TE FAZ FELIZ.

Bjo da Nutri! 

 

Comments are closed.