Saúde da pele, saúde em equilíbrio

Hoje resolvi escrever sobre cuidados com a pele. Talvez o público feminino se identifique mais com este tema, porém, é interessante para homens também.

Por que será que as pessoas dificilmente relacionam pele com alimentação? No máximo relacionam com chocolate e refrigerante. Tem muito mais do que você possa imaginar.

Você já deve ter ouvido a frase: você é o que você come. Eu ainda acrescentaria aqui, você é o que você come e o que você absorve! Acredite, muitas vezes você pode pensar que está fazendo a alimentação mais correta do planeta, e pode até ser que você de fato esteja. Sinto informá-lo que, se o seu organismo não estiver em equilíbrio, principalmente o seu intestino, você não vai absorver esses nutrientes todos. Ou seja, para isso acontecer você precisa estar atento a ele, este órgão tão importante que é o nosso querido intestino.

Vamos lá, mas afinal o que vem primeiro então? Por onde começar se nada vai adiantar comer bem se não absorver?

Bom, tudo tem os dois lados. Comece por aquilo que é viável no momento. Se você não foi ainda ao nutricionista já pode sim ir mudando os hábitos de saúde, aposto que você sabe de algumas coisas aí que pode melhorar. Algumas escolhas você tem autonomia para fazer. Ou será que você nem sonha o que já poderia estar fazendo diferente em benefício da sua saúde?

E claro, nós nutricionistas nos responsabilizamos pelo suporte adequado em reparo, manutenção ou equilíbrio do intestino. Existem diversas estratégias que usamos para este fim, ou melhor, para este começo.

Mas o assunto era pele, então, pensando nisso tenho aqui alguns alimentos para ajudar a beneficiar a sua pele. Lembre-se de uma coisa muito importante agora, a pele, assim como unhas e cabelos são os últimos a receberem os nutrientes. Se você estiver devendo nutriente para funções internas, você acha que o seu corpo vai preferir disponibilizar o zinco da sua alimentação para a produção de enzimas importantes para funcionamento adequado do seu organismo ou vai escolher deixar suas unhas mais fortes e bonitas? Lógico que o corpo é organizado o suficiente para escolher antes as funções principais de sobrevivência. Agora observe o quanto isto pode ser profundo. Se já está faltando nutriente lá na unha do dedo do pé será que não está faltando antes de chegar lá? Quando o sinal já está assim tão evidente, é porque já tem desequilíbrio nutricional aí. Fique ligado.

Sempre falo em minhas consultas. O nosso corpo é muito inteligente, e vai nos dando sinais. Começam com sinais sutis, aqueles que você até acaba acostumando e tem a mania de dizer: “ah mas eu sempre fui assim”. Não se acostume com sinais e sintomas achando que são normais. Eles não são, na verdade eles podem ser o início de algo maior que depois você vai se obrigar a olhar e resolver. Sentir o abdômen distendido e ainda com formação de gases não são normais, refluxo, dor de estômago, intestino preso, zunido no ouvido, tremor de pálpebra de olho, mal humor, indisposição, cabelos fracos e queda de cabelo não são sintomas que você possa achar “normal”, dor de cabeça também não, assim como tantos outros. São sim pistas de que algo não vai bem e temos a escolha de agir antecipadamente evitando algo que pode ser pior.

Preste atenção no seu corpinho querido, ele é muito inteligente e comunica sempre o que está acontecendo. É como comento no meu texto sobre detox (http://www.sarahsimoni.com.br/a-super-detox/). Prestar atenção é metade do caminho, agir conforme o que observamos já é quase a outra metade.

Não deixe de consumir:

  1. Beta-caroteno: importante antioxidante, auxilia na manutenção e reestruturação da pele assim como na produção de melatonina (pigmento que escurece a pele). Fontes: frutas e vegetais de cor vermelha, laranja, amarela e verde-escuro.

  2. Vitamina C: antioxidante, participa da estrutura do colágeno, o qual é responsável pela firmeza e elasticidade da pele, prevenindo o envelhecimento precoce. Fontes: frutas cítricas, kiwi, melão, brócolis, acerola, caju, manga, frutas vermelhas, salsa, couve.

  3. Vitaminas do complexo b: importante para a energia das células da pele e para o seu reparo, assim como a energia do corpo todo. Fontes: carnes magras, peixes, ovos, feijões, vegetais de cor verde-escuros, cereais integrais.

  4. Zinco: importante para a proteção da pele diminuindo o processo da acne além de favorecer a cicatrização. Fontes: carnes magras, ostras, semente de abóbora, castanhas, amêndoas, nozes, feijões, lentilha.

Lembre-se, a saúde está no equilíbrio e os nutrientes agem em sinergia. De nada funciona consumir apenas um deles ou ainda suplementar apenas um deles. Todos são fundamentais.

Comments are closed.